Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Blog
 
 

BLOG

,

Silvana Rando: “Sou aquela que desenha. E adoro isso”

04/06/2018

Silvana Rando desenha desde sempre, desde criança. Parede, papel, diário, caderno, tênis… Até que, em 2006, começou a desenhar em livros.

De lá para cá, já foram mais de 40 obras – entre aquelas que ilustrou para outros colegas e as que concebeu texto e imagem.

Apaixonada por bichos, é a criadora do elefante Gildo, um de seus personagens mais queridos, que rendeu-lhe um Jabuti de ilustração em 2011 com o livro homônimo.

Nesta conversa divertida com o Blog da Brinque, conta sobre sua mesa de trabalho, suas técnicas, seus gatos e cachorros e sobre Socorro, nada menos que uma barata.

“As botas do Gabriel” / Ilan Brenman (texto) e Silvana Rando (ilustrações)

Quem é você?
Sou aquela que desenha. A vida toda, em qualquer lugar, sempre falaram: ela é a pessoa que desenha! Eu adoro isso…

Quem faz livros é o quê?
Inventor.

Como é o lugar em que você trabalha?
É uma bagunça! Na minha mesa sempre tem muitos, mas muitos papéis espalhados. Infelizmente não consigo ser organizada. E meus bichos sempre estão na minha cola, fazendo mais bagunça ainda. Os gatos em cima da mesa e os cachorros embaixo da cadeira.

Quais são suas técnicas prediletas para desenhar, escrever, ilustrar e imaginar?
Sempre uso os mesmos materiais: lápis grafite, papel e computador. Escrevo as histórias num caderninho. E para imaginar, música! Hoje inventei uma história ouvindo essa música: Bleu, Blanc, Blonde, de Marcelo Amont.

>>Ouça aqui Bleu, Blanc, Blonde.

Como é que você tem uma ideia para escrever ou desenhar? E como tira ela da cabeça e coloca no papel?
Meus “insights” são sempre no banho ou segundos depois de acordar. Preciso correr anotar para não esquecer. Esses dias, imaginei um menino sentado num cachorro gigante. Os dois tinham o mesmo “penteado”. Corri desenhar.

“Gildo” / Silvana Rando (texto e ilustrações)

Qual foi a ideia mais brincante que você teve e que virou livro?
Na verdade foi um personagem que aparece no meu livro Gildo: uma barata chamada Socorro. Me divirto com ela.

Seus lápis e cadernos brincam com você?
Meus lápis brincam de se esconder e minhas borrachas brincam de saltar.

Quando não tem ninguém olhando, do que você brinca? E quando tem alguém olhando?
Não posso contar, pois vocês podem me achar maluca demais!

Em que momento, lugar, clima, hora do dia ou posição você mais gosta de ler, escrever ou desenhar?
Eu leio sentada na cama, antes de dormir. Escrevo logo que acordo, na minha mesa de trabalho e ainda de pijama. Desenho o dia todo, de preferência até às sete da noite.

“Gabriel” / Ilan Brenman (texto) e Silvana Rando (ilustrações)

O que você mais gostava de ler quando criança? Mudou muito para os dias de hoje?
Quando eu era criança não haviam tantos livros infantis como hoje. Uma pena. O que eu mais lia eram os clássicos. Mas os livros para crianças continuam sendo os meus prediletos.

>>Quer ver quem mais brincou com a gente no Brinque-Book Brinca? Aqui ó!


Sem comentários no momento

Grupo Brinque-Book
Rua Mourato Coelho, 1215 - Vila Madalena
São Paulo - CEP 05417-012 - SP