Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Blog
 
 

BLOG

,

Receite um livro

24/11/2015

Um dos principais estímulos que pais e cuidadores podem oferecer à criança desde a gestação até os seis anos é a leitura. Ela é tão importante que se tornou uma recomendação médica no exterior e no Brasil.

Assim como a alimentação e outros cuidados básicos orientados por um pediatra, a leitura agora está na mesa. Lançada em outubro no Congresso Brasileiro de Pediatria, no Riocentro, a campanha Receite um Livro foi apresentada a mais de 6 mil profissionais de todo o País. Com apoio das fundações Maria Cecília Souto Vidigal e Itaú Social, médicos associados à Sociedade Brasileira de Pediatria receberão livros selecionados por essas instituições para seus consultórios.

Como forma de promover o desenvolvimento infantil integral, “nosso objetivo é mobilizar os pediatras a estimular a leitura parental para ou com as crianças de zero a seis anos, disse a Dra. Rachel Niskier, assessora de campanhas da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), em entrevista ao Blog da Brinque-Book.

Já na primeira consulta da criança, a ideia é que o pediatra abra um diálogo sobre a importância da leitura e estimule esse hábito, fundamental para a aquisição da linguagem, e consequentemente para a memória, estruturação mental de pensamentos, ideias e para a maior clareza de raciocínio.

Não tem livro, mas tem vontade de ler? Conte uma história!

Um dos exemplos citados pela especialista foi contar a própria história do bebê. Quer saber como? Fotografe sua barriga em vários momentos da gestação, até o final. Documente o papel do pai nesse período, registre a amamentação e os primeiros momentos de vida. Isso já é uma história que ela irá adorar ouvir repetidamente, até mesmo quando estiver “crescidinha”.

Ainda que os bebês não entendam as palavras, o tom e a morosidade da entonação são o que mais importam. Através desses estímulos, que promovem intensamente uma série de conexões cerebrais e afetivas, a criança se coloca em uma posição de ouvir e começa a construir significados antes mesmo de chegar ao mundo.
“Sem dúvida isso cria um ambiente seguro e aconchegante para ela”, garante Dra. Rachel.

A formação do vínculo nessa relação entre criança e adulto (que pode ser mãe, pai, avó ou tio, por exemplo) cria uma série de referências para a criança sobre emoções que ela poderá necessitar no futuro até mesmo para enfrentar suas próprias adversidades.

Mas os benefícios da leitura não param por aí. “Quem ouve ou lê histórias tem um aumento significativo de palavras incorporadas no seu vocabulário. Muitas vezes, dependendo da genética, do ambiente e dos desenvolvimentos social e biológico, esse número pode triplicar”, conclui a especialista.

Quer saber mais?

Como parte da campanha serão distribuídas aos pediatras a publicação “Receite um livro: Fortalecendo o desenvolvimento e o vínculo”, que traz conteúdo atualizado e baseado em evidências científicas sobre os impactos da leitura no desenvolvimento infantil, bem como orientações de como incluir o estímulo à leitura na prática clínica.

Esse material está disponível online e pode ser acessado aqui.


Sem comentários no momento

Grupo Brinque-Book
Rua Mourato Coelho, 1215 - Vila Madalena
São Paulo - CEP 05417-012 - SP