Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Blog
 
 

BLOG

Conheça livros literários para levar geografia para a sala de aula a partir da BNCC

12/04/2021

Pode parecer que não, mas os livros literários têm um grande potencial para ajudar você na sua prática em sala de aula no ensino da Geografia a partir da Base Nacional Comum Curricular.

Quer ver como?

Conhecer novos lugares, compreender suas condições de clima, relevo, vegetação, hidrografia e, sobretudo, saber como todos esses fatores geográficos se combinam com a história, a cultura e a vida das pessoas que ali habitam.

Livros literários Geografia BNCC 1 TrêsMundo social e mundo natural estão ligados; compreender os porquês e como atuar é salto para melhorar cidadania. Imagem: Três, de Stephen Michael King

Tudo isso são temas que devem estar presentes nas aulas de geografia e ou contemplados em Campos de Experiência que promovam explorações do meio natural, no caso da Educação Infantil, concorda?

E são temas que, além das aulas de Geografia, estão também nos livros literários, de um modo que podem suscitar exatamente as conversas e pesquisas que nos propõem a BNCC.

Livros literários, Geografia e a BNCC

Mas, afinal, o que a base traz para o ensino de Geografia? A partir da BNCC, a Geografia entra no currículo desde os anos iniciais do Fundamental I.

Passa a focar a compreensão da vida, do cotidiano, dos eventos e fenômenos naturais e de seus impactos nas sociedades e porquês.

De acordo com um amplo material publicado pela revista Nova Escola (recomendamos muito essa leitura), os conceitos de pensamento espacial e raciocínio geográfico aparecem nas cinco unidades temáticas da disciplina, que incluem representação espacial, escala, ambiente e os fenômenos sociais, como mundo do trabalho e o sujeito no mundo.

Livros literários Geografia BNCC 2 PreguiçaQuais são os animais da fauna brasileira? E como são nossas florestas? Compreender isso é fundamental para atuar no mundo. Imagem: A Superpreguiça, de Robert Starling

Nos diz o doutor em Geografia Heitor Antonio Paladim Jr escreveu em artigo para a Nova Escola que a BNCC aumenta a ênfase na cidadania em relação à Geografia:

Além de revelarem as categorias importantes das ciências humanas — espaço, tempo, sociedade, natureza, trabalho e cultura —, essas unidades despontam os conceitos e categorias importantes para a geografia: espaço, território, paisagem, região e lugar. Esses conceitos promovem, por sua vez, uma série de procedimentos que são importantes para o papel que o fazer científico possui, é imperativo que os/as estudantes aprendam a observar, a coligir dados, depois a compará-los, classificá-los, estabelecer generalizações e inferir explicações sobre eles”.

Educação Infantil na BNCC

Podemos pensar em alguns Campos de Experiência que estão bastante ligados ao que será trabalhado em Geografia a partir do Fundamental I e ao que se espera que as crianças possam desenvolver, desde sempre, em termos dos conceitos que tangenciam esses temas conceitos. Destacamos:

  • O eu, o outro, o nós
  • Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações.

 

Faz sentido para você?

BNCC: 7 Livros literários para levar
Geografia para a sala de aula

Tendo esses conceitos em vista, fizemos uma lista muito especial de obras que tangenciam esses temas ou que podem suscitar projetos, conversas, perguntas, discussões e aprendizagens.

Algumas delas têm projetos de leitura associados – que podem ser baixados gratuitamente nos links indicados na descrição de cada livro.

Trouxemos também algumas dicas e ideias de como aproveitar mais essas obras em sala. Aproveite e boa aula!

Livros literários Geografia BNCC 3 Três1) Três

Autor / Ilustrador: Stephen Michael King
Temas: Respeito às diferenças / Autoconhecimento / Amizade / Animais / Cidade / Campo / Cotidiano
Faixa Etária: A partir de 3 anos (leitura compartilhada) / 7 anos (leitura independente)

O cachorro Três é um grande explorador! Anda pela cidade com as suas três patas, sempre muito contente, fazendo amigos e aprendendo coisas novas. Ele descobriu, por exemplo, que as pequenas seis-patas, as formigas, têm casas subterrâneas e que a oito-patas, uma aranha, construiu sua casa lá no alto para se proteger do trânsito da cidade.

Um dia, de farejada em farejada, ele foi parar no campo, onde conheceu outros animais com diferentes números de patas e, também, uma duas-pernas, a Flávia.

>>Por que ler:

Com muita delicadeza e leveza, o premiado autor convida os pequenos leitores a descobrir e investigar o modo de vida de diversos seres, a partir de seu modo de locomoção e de seu lugar no mundo em que habita. Compara, também, as vidas na cidade e no campo, localizando geográfica e socialmente esses modos de viver.

O Material de Apoio ao Professor, assinado por Clara de Cápua, propõe atividades para os anos iniciais do Fundamental I (1.0 e 2.0 anos), destacando:

  • A construção de mapas de trajeto das crianças;
  • A comparação entre a vida na cidade e a vida no campo.

Explore mais sugestões baixando o material gratuitamente.

///

Livros literários Geografia BNCC 4 Superpreguiça2) A Superpreguiça

Autor e ilustrador: Robert Starling
Temas: Fauna e Flora tropicais / Relações coletivas / A leitura e o valor de cada um
Faixa Etária: A partir de 3 anos (leitura compartilhada) ou 7 anos (leitura independente)

Era uma vez uma preguiça comum, que vivia num galho comum, em uma árvore comum, em uma floresta comum. Por lá, não acontecia nada de extraordinário. Até que um dia, uma coisa aconteceu: a preguiça achou uma história em quadrinhos de um valente super-herói. Será que a preguiça poderia ser super-heroína também?

>>Por que ler:

Esta obra divertida e colorida combina informações sobre a fauna e a flora da floresta tropical — a nossa! — com noções de cidadania. Por exemplo, a Superpreguiça vira “super” porque desvenda um roubo de mangas que estava prejudicando seus colegas, os animais. Uma ação pelo coletivo, que estava sendo prejudicado pelo egoísmo individualista de um dos bichos.

Mostra, ainda, que todos podem ajudar, pois, mesmo sendo lenta, a preguiça resolveu o problema fazendo bom uso justamente dessa característica.

A obra trata do mundo social e do mundo natural e suas relações, como pressupõe o estudo de Geografia na nova BNCC. O Material de Apoio ao Professor, que pode ser baixado gratuitamente, indica o livro para 2.o e 3.o anos do Fundamental I.

///

 3) Poderia

Autora: Joana Raspall
Ilustradora: Ignasi Blanch
Tradutor: Alexandre Boide
Temas: Empatia / Identidade / Solidariedade / Compaixão / Imigração / Preconceito
Faixa Etária: A partir de 3 anos (leitura compartilhada) ou 7 anos (leitura independente)

Como você seria se tivesse nascido em outro lugar? “Você teria sido criado de outra maneira, talvez melhor, talvez pior. (…) Você poderia ler contos e poemas, ou não ter livros nem conhecer as letras”. Já parou para pensar tudo o que foi determinado em sua vida, para além da sua vontade ou de quem você seja, só pelo seu local de nascimento?

Numa sequência de versos intensos e singelos, essa obra nos transporta para mundos distantes e para outros muito próximos, nos faz pensar sobre nós mesmos e a nossa relação com o outro e com o mundo. A cada virada de página, as palavras ganham força, e as cores vivas das ilustrações irradiam empatia e afeto. Dos pequenos aos mais velhos, com extrema leveza, o livro sensibiliza e encanta.

>>Por que ler:

De forma poética, lúdica e com ilustrações riquíssimas, essa prosa poética conecta — como poucas obras — a geografia e as relações humanas advindas daí. O livro vai mostrando tudo o que poderia ser diferente — daí seu título — se você tivesse nascido num outro lugar do mundo: como se vestiria? O que comeria? Viveria na paz ou entre guerras? Teria mais ou menos liberdade? Poderia contar com um poder público atuante ou estaria à mercê do mais forte?

Essa perspectiva da compreensão da Geografia para formação da cidadania a partir das perguntas  sobre o meio físico que nos cerca está toda refletida no olhar arguto de Joana Raspall e nas tintas diversas de Ignasi Blanch.

O Material de Apoio ao professor, disponível gratuitamente, pode ser um bom ponto de partida para inspirar a turma a pensar esses temas.

Indicado para ser trabalhado nos anos inicias do Fundamental I, esse livro suscita, por exemplo, uma conversa sobre as características que as crianças notam em seus locais de origem e hábitos e costumes advindos daí. Esse é uma das sugestões do material, escrito por Clara de Cápua.

Livros literários Geografia BNCC 5 PoderiaA depender de onde nascemos, nossa vida pode ser completamente diferente. Se você tivesse nascido na Índia, como seria? E se fosse finlandesa? Já pensou nisso? Imagem: Poderia, de Joana Raspall (texto) e Ignasi Blanch (ilustrações)

Você pode também se inspirar no post abaixo para levar essa conversa com a turma. Nele, conversamos com autores que nasceram ou cresceram em diversos locais e que compartilharam com a gente como foram suas infâncias.

Infâncias diversas: autores compartilham memórias de meninice com a gente

///

Livros literários Geografia BNCC 6 Kaba4-) Kaba Darebu

Autor: Daniel Munduruku
Ilustradora: Maté
Temas: Meio ambiente / Pluralidade cultural / Conto / Lenda / Índio / Indígena /Tradição oral / Dia do Índio (19 de Abril)
Faixa Etária: A partir de 3 anos

“Nossos pais nos ensinam a fazer silêncio para ouvir os sons da natureza; nos ensinam a olhar, conversar e ouvir o que o rio tem para nos contar; nos ensinam a olhar os voos dos pássaros para ouvir notícias do céu; nos ensinam a contemplar a noite, a lua, as estrelas…”

Kabá Darebu é um menino-índio que nos conta, com sabedoria e poesia, o jeito de ser de sua gente, os Munduruku.

>>Por que ler:

Ganhador do selo Acervo Básico FNLIJ, esse livro nos traz a possibilidade de experimentar a vida entre os Munduruku, um dos muitos povos originários brasileiros. Como eles se relacionam com natureza? É interessante notar — e certamente as crianças notarão — que o meio ambiente não é um mero objeto a serviço das pessoas. São vida em estado puro! Uma lindeza de perspectiva, não acha?

Mostrar como os diferentes modos de vida abrigam diversas perspectivas — e que algumas delas estão marcadas pela geografia — é um dos pontos bacanas deste belo relato.

O Material de Apoio ao Professor, feito por Ana Lúcia Maestrello, indica esse livro para todos os anos do Fundamental I. A leitura da obra, no entanto, pode ser feita com crianças a partir de 3 anos.

///

Livros literários Geografia BNCC 6 Tem lugar5) Tem lugar pra gente?

Autores: Jol Temple e Kate Temple
Ilustradora: Terri Rose Baynton
Faixa Etária: A partir de 3 anos (leitura compartilhada) / a partir de 7 anos (leitura independente)

Uma pequena família de leões-marinhos precisa deixar o lugar onde vive e ir em busca de outro abrigo. O que já não seria muito fácil fica ainda mais difícil com a recepção que vão encontrando no caminho: ninguém parece disposto a compartilhar seu espaço com mãe e filho à procura de um novo lar. A grande surpresa vem no final do livro com um convite especial para que o leitor releia a história, dessa vez de trás para frente.

>>Por que ler:

Essa obra é de uma delicadeza e de uma profundidade ímpares, que são ampliadas pela ludicidade do livro: o convite para ler de trás para frente, que revela uma outra história possível.

Ler novamente e de outra forma é um convite para brincar com o livro, mas também — e principalmente — é um exemplo de que transformar é possível, adotando-se outros pontos de vista. A história narrada revela, com sutilezas, um dos mais complexos dramas contemporâneos, completamente vinculado a questões geográficas: os refugiados.

Você pode ler um trecho da obra vindo por aqui.

Se quiser explorar ainda mais este livro e suas possibilidades em sala de aula, não deixe de baixar gratuitamente nosso Material de Apoio ao Professor. Clara de Cápua, que assina o material, recomenda trabalhar a obra nas turmas dos anos iniciais do Fundamental I.

Uma das sugestões do material para trabalhar o livro é se aprofundar com a classe nas diferentes formas de representação de animais e ambiente natural. Que tal?

///

Livros literários Geografia BNCC 8 Bicho de jardim6) Olha que eu viro bicho… de jardim

Autor: Lalau
Ilustradora: Laurabeatriz
Temas: Poesia / Rimas / Meio ambiente / Inseto / Curiosidades / Brincadeiras
Faixa Etária: A partir de 2 anos

Joaninha usa pijama de bolinha? Borboleta voa com o xale colorido da vovó? Minhoca rebola? Será que a centopeia empresta um de seus pés? Afinal, ela tem tantos, não é?  Com doçura, encantamento, cores, ficção e não ficção, a obra – repleta de poesia visual e verbal – é um convite para conhecer alguns dos bichos mais adoráveis do jardim.

>>Por que ler:

No novo livro de Lalau e Laurabeatriz, o leitor encontra uma série de curiosidades sobre o mundo dos insetos. A dupla premiada de autores tomou o cuidado de apresentar esse conjunto de seres minúsculos de três formas diferentes — e complementares:

  • Com as ilustrações
  • Com o texto informativo
  • Com a poesia rimada

Uma sugestão para trabalhar essa obra em sala é criar um inventário de insetos que as crianças já conhecem, registrando em um mapa onde foi que elas os viram.

Um passo adiante pode ser investigar com elas de que regiões do cidade, do estado, do País ou do continente esses insetos são originários.

Livors literários Geografia BNCC 9 Bicho de jardimQuais insetos são originários da sua cidade? Que tal fazer um mapa e um inventário com as crianças, explorando essas informações?? Imagem: Olha que eu viro bicho… de jardim, de Lalau (texto) e Laurabeatriz (ilustrações)

Para mais ideias, você pode também baixar o Material de Apoio ao Professor, elaborado por Clara de Cápua, que sugere trabalhar a obra nas séries iniciais do Fundamental I.

///

Livros literários Geografia BNCC 9 Mustafa7) Mustafá

Autora / Ilustradora: Marie-Louise Gay
Tradutora: Gilda de Aquino
Temas: Solidariedade / Amizade / Empatia / Resiliência / Relacionamento Familiar / Imigração / Refugiados
Faixa Etária: A partir de 3 anos (leitura compartilhada) / A partir de 7 anos (leitura independente)

Mustafá conta a história de um garoto que teve de sair de seu país com a família e aos poucos descobre seu novo lar. A Lua, as estações, as flores, os insetos e a música desse lugar ora lhe lembram a sua antiga terra, ora o encantam pelo que têm de diferente. Mas, um dia, uma menina, com um gesto simples, irá mostrar a ele que a amizade, a gentileza e o afeto superam as fronteiras entre línguas e lugares.

>>Para ler:

Mesmo com esse mundo novo a descobrir, Mustafá sente-se invisível ali onde as pessoas falam uma língua que ele não entende.

A geografia do lugar não faz sentido. E tudo é, ao mesmo tempo, diferente e parecido com o que ele conhece. Nesse exercício de comparar, o menino vai nos levando por uma viagem.

A obra traz também a questão do refúgio, um dos mais sérios e complexos problemas contemporâneos, diretamente ligado às questões da geografia política…

Você pode explorar ainda mais essa obra, indicada para os anos iniciais do Fundamental I, baixando gratuitamente o Material de Apoio ao Professor. Lá você encontra várias sugestões de atividades, como, por exemplo:

Compare com a turma os marcadores naturais que o personagem vai comparando, como a lua, as estações do ano e os insetos.

Se quiser, leia também um trecho da obra, por este link.

///

E você? Como tem trabalhado a Geografia em sala? Compartilhe com a gente!


Sem comentários no momento

Editora Schwarcz S.A. - São Paulo
Rua Bandeira Paulista, 702, cj. 32
04532-002 - São Paulo - SP