Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Blog
 
 

BLOG

Fundação Bradesco: a leitura sempre pode ser uma incrível viagem

01/12/2017

Neste ano, a Fundação Bradesco, que mantém escolas em todo o Brasil, adotou o livro “Os imaginários”, do premiado autor e poeta inglês A. F. Harrolds para todos os alunos do 5º ano. As crianças estavam estudando contos de mistério e suspense, e a Fundação procurava uma narrativa, nesse gênero, que fosse “atraente e ao mesmo tempo desafiadora para crianças entre 10 e 11 anos e este título atendeu as nossas expectativas”, explica Daniela Samarco, da escola Osasco II.

O plano de leitura incluiu tanto a leitura autônoma e individual, em casa, quanto leitura mediada em sala, com a participação dos professores de Língua Portuguesa, que elencaram trechos relevantes para a compreensão do texto assim como conversaram sobre aqueles pontos que suscitaram dúvidas nas crianças em suas leituras individuais.

Conversamos com a professora de um dos grupos e com alguns alunos que compartilharam com o Blog da Brinque (BdB) suas experiências leitoras.

(“Os imaginários” / Texto: A. F. Harrold; Ilustrações: Emily Gravett)


PALAVRA DE PROFESSOR

“Fizemos da leitura uma viagem”

Por: Cristina Andrea Ruscitto Barbosa,
professora do 5º ano E 
Fundação Bradesco – Unidade II – Osasco

Durante o 1º bimestre de 2017, lemos o livro escolhido para o projeto de Plano de Leitura, proposto para as turmas do 5º ano. A obra escolhida foi Os Imaginários, escrita pelo autor britânico A. F. Harrold, ilustrada por Emily Gravett e traduzida por Alexandre Boide, da editora Escarlate.

Iniciei lendo o livro antes dos alunos para realizar boas intervenções e para aproveitar as situações de mistério e suspense que estimulam o leitor a todo o momento. Por si só, a narrativa de Harrold já estimula a imaginação e a curiosidade das crianças. As personagens foram descritas de forma tão envolvente que nos possibilitou participar da trama como se morássemos na Agência.

Todos os detalhes da história, em torno da importância da imaginação para crianças e adultos, trouxeram até nós, leitores, um mundo repleto de seres humanos ou imaginários que habitam o mundo real e fantasioso de todos nós.

O autor britânico consegue, em seus escritos, enredar seus leitores apresentando os elementos para compor o suspense ao longo do conto. É um autor sem pressa de estimular a imaginação dos leitores e sem pressa também para resolver o conflito proposto durante a narrativa.

As ilustrações servem, como todo excelente exemplo de imagem de livro infanto-juvenil, para complementar a leitura, para instigar descobertas, para estimular inferências nos textos verbais e não verbais. Durante toda a exploração da história, que durou todo o bimestre, meus alunos realizaram descobertas importantes no texto e voltavam às imagens para estabelecer relações intertextuais.

“É extremamente prazeroso ver crianças deliciando-se com uma leitura em tempos de domínio da tecnologia sobre o pensar infantil e adulto”.

 

A leitura de Os Imaginários foi um fenômeno de expectativas relacionadas ao final da narrativa. A ansiedade dominava as crianças e, como não poderia deixar de ser, o adulto da relação, eu! No capítulo em que os protagonistas se encontram no hospital, tivemos torcida por Amanda e Roger. É extremamente prazeroso ver crianças deliciando-se com uma leitura em tempos de domínio da tecnologia sobre o pensar infantil e adulto.

De todos os livros que lemos, apesar de ser o maior e que demandou maior tempo e esforço para sua exploração, esse foi, sem dúvida, o preferido pelos alunos de minha classe.

Por todos esses aspectos, Harrold cumpriu seu papel em Os Imaginários: fazer da leitura uma viagem. Ficamos fãs do autor e de seus textos.

(“Os Imaginários” / Texto: A. F. Harrold; Ilustrações: Emily Gravett)


O QUE DIZEM OS ALUNOS

 Ilustrações complementam a história

Por Pietra Ciffarelli Haroutiounian

Eu achei o livro “Os Imaginários” muito interessante! A história traz uma mensagem muito importante: que nós não devemos deixar os nossos amigos imaginários esquecidos na nossa infância, devemos levá-los para a nossa vida!

Na minha opinião, o livro foi muito bem planejado! As ilustrações são curiosas e sempre têm algo que está escondido nelas. O que eu achei muito interessante foi que os capítulos se entrelaçam ao longo do livro.

O livro é único

Por Vinícius Alef Araújo Cruz

O livro é uma diversão! Seu próprio nome já diz: é um livro de suspense. Amanda mostra como é divertido ter um amigo imaginário. Existe um mistério sobre o vilão Sr. Tordo e sua amiga medonha.

Amei o livro porque é único. Ele mostra e incentiva as crianças a terem um amigo imaginário.


Sem comentários no momento

Grupo Brinque-Book
Rua Mourato Coelho, 1215 - Vila Madalena
São Paulo - CEP 05417-012 - SP