Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Blog
 
 

BLOG

A Menina que Indica Livros

13/07/2015

Catarina Bertulucci Trigo, a Menina Que Indica Livros, tem 8 anos e está cursando o 3º ano do Ensino Fundamental 1. Em 2014, suas amigas começaram a fazer vídeos tutoriais de maquiagem. Foi quando ela pensou em divulgar também algo que realmente gostava: o mundo da leitura.

Segundo a mãe, Carla, era apenas para a família e amigos. “Até que a coordenadora viu e se encantou, solicitando uma entrevista com ela para o site da escola, incentivando ainda mais o projeto”, conta ao Blog da Brinque-Book.

Hoje, a garota conta com uma página pública na rede social, mais de 1.700 seguidores e sente-se muito feliz quando as amigas pedem os livros emprestados. Ela mantém um controle de nome e data em pasta, e a mãe até brinca: “Acho que vou precisar de um curso de biblioteconomia para ajudá-la.”

A seguir, uma entrevista concedida ao nosso blog pela Menina Que Indica Livros.

Brinque-Book: Como ou com qual livro você descobriu que adorava ler?

Meus pais sempre leram comigo. Mas descobri que queria ler mais quando conheci a coleção da Bibi.

O que a biblioteca da escola representa pra você?

Para mim, a biblioteca representa um espaço de mais conhecimento. Na hora do recreio, eu sempre vou até lá procurar alguma novidade. E às vezes a professora leva a turma toda para levar um livro para casa.

Você fala sobre livros com os amigos? Trocam dicas?

Sim. Tenho mais duas amigas que sempre pedem meus livros emprestados. E a gente conversa sobre eles. Também conversamos sobre algum livro que ganhamos.

Qual seu gênero predileto, ou que tipo de história mais lhe agrada?

Gosto de aventuras e suspense. Adoro os livros em forma de diário.

Que livro da Brinque-Book ou da Escarlate você conhece e gosta? Por quê?

“O ratinho, o morango vermelho maduro e o grande urso esfomeado” é um livro muito especial pra mim, porque foi um dos primeiros livros que consegui ler sozinha.

Quantos livros você lê por semana?

Leio de dois a três livros por semana. Depende de quantas páginas eles têm.

Como foi que pensou na ideia de indicar livros na internet?

Um dia, conversando com minha mãe e meu pai, eu disse que gostaria de contar no Facebook sobre os livros que eu lia, e assim criar minha biblioteca em casa, para emprestar os livros para meus amigos. Eles me apoiaram.

No começo, os vídeos eram só divulgados na minha página pessoal, para amigos e familiares. Depois que a coordenadora da minha escola se interessou pelo meu projeto e divulgou no site da escola uma entrevista que minha professora fez comigo, comecei a receber vários convites de amizade. Então, pedi para meus pais criarem uma página pra mim. Então, nasceu “A menina que indica livros”.

Como você escolhe os livros que vai apresentar?

Escolho livros que tenham histórias interessantes, que sei que meus amigos vão gostar também. A maioria deles eu tenho na minha estante, para emprestar. A não ser quando indico livros que peguei na biblioteca ou emprestei de algum amigo. Mas só indico livros que realmente gosto.

Na livraria ou biblioteca, você escolhe o que ler ou normalmente vai nas dicas de seus pais ou professores? Ou as duas coisas?

As duas coisas. Gosto de receber dicas, fico curiosa quando me falam de algum livro e vou logo procurar. Mas também gosto de escolher, observar as ilustrações e o resumo da história.

Que dicas você dá às crianças que não gostam muito de ler livros?

Eu sugiro que comecem com livros pequenos, de histórias rápidas. E que leiam com alguém, para que um ajude o outro a não parar o livro pela metade.

Sugiro também que acompanhem minha página, pois adoro fazer novas amizades!

Obrigada!

Beijinhos da Cacá.

A Brinque-Book e a Escarlate que agradecem a entrevista. Parabéns, Cacá!


Sem comentários no momento

Grupo Brinque-Book
Rua Mourato Coelho, 1215 - Vila Madalena
São Paulo - CEP 05417-012 - SP