Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Blog
 
 

BLOG

Mundo Livreiro com Josane Almeida Jacubovski

19/08/2015

A segunda entrevista do Mundo Livreiro, nossa seção/homenagem a esse profissional tão importante, fez uma conexão São Paulo – Rio e chegou em Nova Iguaçú. Ali vive Josane Almeida Jacubovski, “53 anos dois filhos que são o incentivo de sua vida.”

Josane vem de uma família de professoras ligados à literatura.  Apesar de não atuar há um bom tempo, ela é professora do Fundamental 1 e tem uma  verdadeira paixão pelo magistério. Com Curso de Português – Literatura, é leitora compulsiva e gosto especialmente dos livros para crianças. 

Vamos saber mais sobre a vida e a rotina dela?

Josane Almeida Jacubovski: Trabalho em uma distribuidora de livros, a LSM, uma empresa com ótima infra-estrutura e que fica a 40 quilômetros de onde moro. Visito colégios, creches e escolas em diferentes áreas: Centro do Rio, Tijuca, Zona sul, Méier, Barra da Tijuca, Recreio e Jacarepaguá.  Minha rotina de trabalho é bem intensa.

Brinque-Book: De que forma a literatura infantojuvenil preenche a sua vida?

Trabalho com o que gosto. Vendo um produto que acredito, que conheço e sou  apaixonada. Minha mãe sempre me incentivou muito. Sendo professora de Língua Portuguesa, nossa casa estava sempre recheada de livros paradidáticos. Eu era frequentadora assídua da biblioteca onde estudava.

Com os meus filhos, aprendi que as crianças adoram livros e histórias. Dessa forma, passeiam em diferentes ideias e aprendem a ter outra visão de mundo. Tudo isso sempre fez parte da minha vida e preencheu meu tempo. Hoje, sempre que posso dou livros de presente. Incentivo meus 11 sobrinhos a estarem sempre em contato com a literatura. Procuro ser uma ponte para influenciar um novo leitor, e assim contribuir para a formação de indivíduos mais conscientes e atuantes. Sempre foi um ideal meu. Isto me faz sentir alegria e me enche de esperança.

Quando entrou em contato com os títulos da nossa editora?

Sempre ouvi falar da Brinque-Book, porém só me aproximei de verdade há pouco tempo, quando conheci a equipe, a empresa, sua filosofia e dependências. Fiquei maravilhada com tudo, principalmente com o lado humano e profissional das pessoas.  A qualidade dos livros, encadernação, ilustração, tradução… perfeito. Amei.

E o que os livros da Brinque-Book representam para você? 

Me impressiona a personalidade marcante de seus personagens: Gildo,  Ana, Olívia, Malu, Clara, Gabriel e muitos outros. A forma com que todos tratam os personagens cria intimidade e carinho, capaz de dar vida a cada um deles sem deixar de respeitar suas individualidades. Eles acabam fazendo parte da rotina das pessoas, o que nunca percebi em nenhuma outra editora. Acho que isso faz a diferença.

Você tem algum livro favorito?

O Beijo, de Valérie d’Heur. Um livro bem profundo com uma mensagem de amor e cuidado de mãe. Como isso é importante!

beijocapa

Focando em seu trabalho, já sabendo como a literatura preenche sua vida, quais papéis os divulgadores podem desempenhar nas atividades de fomento à leitura?

Temos que desempenhar vários papéis, principalmente o de agente multiplicador. Quando lemos os livros, conhecemos as propostas pedagógicas oferecidas por cada um deles e conseguimos contagiar e suprir as necessidades do público que almejamos.

Devemos estar sempre antenados com as mudanças e novidades de lançamentos para darmos segurança e firmeza aos leitores e usuários dos livros. Assim, devemos apoiar e suprir os professores e coordenadores em relação aos temas que norteiam e permeiam os projetos e trabalhos com as crianças e adolescentes.

Devemos criar um clima de amizade e dependência entre o trabalho do professor e o nosso, de consultor literário. Somente dessa forma assumiremos um papel realmente importante na hora de semear o gosto, o amor e o desenvolvimento do hábito de leitura.

Como você enxerga o hábito da leitura em casa e em sala de aula?

O hábito e o prazer pela leitura devem começar em casa. Penso que os pais deveriam dar muito mais importância a este tipo de atividade em família, pois refletiria de uma forma direta e positiva nos trabalhos em sala de aula.  Seria prazeroso e uma excelente forma de dar atenção aos filhos.

Acredito, por experiência própria, que as crianças amam livros desde bebês. Vai dos pais conseguir aproveitar o tempo livre para incentivar este gosto. Os que que leem para os filhos e compram livros estão colaborando com o professor na realização dos trabalhos pedagógicos.

Já em sala de aula, é importante que o professor tenha uma visão de transformação e crescimento do aluno através da leitura. Um meio é fazer uso de uma literatura de qualidade, onde encontre textos e atividades que façam diferença na vida de cada aluno.

O professor que vive preso a planos de aulas, que se arrastam por anos, sem mudanças e sem atrativos para o aluno, com certeza vai gerar resultados desastrosos. Precisamos de adolescentes e jovens que leiam e que sejam transformados por essas leituras. O ser humano precisa disso para crescer de um modo geral.

De que forma os livreiros podem se preparar para se tornarem, mais do que vendedores de livros, verdadeiros divulgadores culturais?

O livreiro, assim como o divulgador, deve conhecer o produto no qual estejam oferecendo. Deve ler e orientar os leitores, promover livros de qualidade e estar sempre atualizado e antenado com os lançamentos e novidades! Além disso, é importante promover eventos com a presença de autores e ilustradores nas escolas.

Marly de Fátima Amaral Santos, livreira e minha amiga de muitos anos, é uma profissional que entende isso muito bem. Ela tem uma rotina de trabalho incansável e acaba me ajudando muito, pois é respeitada e reconhecida em muitas escolas por seu trabalho junto a professores e coordenadores pedagógicos. Sempre disponível e atenciosa, ela monta as Cirandas de Livros de uma forma consciente e eficaz. Conquistou um lugar diferenciado porque fez a diferença. A Marly é um exemplo de divulgadora cultural e seus eventos contam sempre com presença de autores, além de selecionar muito bem os livros com que trabalha.

Acredito neste tipo de profissional que não fica estagnado esperando acontecer. Orientação é a palavra-chave para nos tornarmos parceiros literários e divulgadores Culturais.

Com tanta experiência, o que você gostaria de dizer aos pais e professores que vão ler esta entrevista?

Meu recado é simples. Sempre que puderem, comprem e priorizem livros. Leiam sempre. Leiam muito para as crianças de todas as idades. Presenteiem livros, pois renderão bons frutos. Façam da leitura um motivo para se reunir. Montem em casa um “cantinho feliz” ou uma biblioteca no quarto das crianças. A imaginação e a criatividade vão de encontro a tudo aquilo que a família precisa: amor e atenção.

Aos professores, aproveitem a oportunidade que vocês têm de estar com tantas vidas e com tantos coraçõezinhos cheios de sonhos e desejos de conhecer o mundo. Façam disso uma experiência única e inesquecível para cada um deles.

Obrigada, Josane! Foi um prazer conhecer um pouco mais sobre você e uma felicidade saber que contamos com você no Rio de Janeiro, nesse processo lindo e firme que é levar a boa literatura para as crianças do Brasil.


Sem comentários no momento

Grupo Brinque-Book
Rua Mourato Coelho, 1215 - Vila Madalena
São Paulo - CEP 05417-012 - SP