Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Blog
 
 

BLOG

Por que assinar um clube de livros pode contribuir para formar crianças leitoras?

12/08/2020

Escolher livros para nossos filhos sempre é uma tarefa deliciosa! Mas nem sempre é uma tarefa fácil! Levanta a mão aí quem tem (muitas) dúvidas na hora de decidir o que oferecer aos pequenos!

Felizmente, hoje em dia, temos muitas opções de obras para crianças. E é normal, diante de tanta oferta, nem sempre saber com que tipo de livros montar a primeira biblioteca dos pequenos.

Pra formar leitores, ler junto é essencial. Imagem: Vira-lata, de Stephen Michael King

Já demos algumas dicas sobre isso, vamos deixar um desses posts aqui embaixo:

Como escolher livros para a biblioteca dos seus filhos? Nove dicas imperdíveis

“A gente só apura nosso olhar, só aprende a distinguir o que traz qualidade do que não traz quando cria repertório, quando tem a oportunidade ler e conhecer diferentes livros”, comenta Daisy Carias, mãe de dois meninos leitores, jornalista, criadora de conteúdo e especialista em literatura para a infância.

É dela o canal A cigarra e a formiga, que recomenda e resenha obras no YouTube e que tem feito ótimas lives com autores e especialistas no instagram.

Clube de assinatura vale a pena?

Em 2019, a jornalista Bia Reis, especialista em livros para crianças, fez um post no blog Estante de Letrinhas, do jornal paulista Estadão, sobre o assunto.

Nesse post, Bia comenta que os clubes de assinatura são uma das formas de apoiar a formação leitora dos nossos filhos. Mas lembrou que não pode ser a única.

Diversidade na biblioteca: direito de todo pequeno leitor! Imagem: Os imaginários, de A. F. Harrold (texto) e Emily Gravett (ilustrações)

Como sempre escrevemos por aqui, formar leitores é, entre outras coisas, ler junto, deixar os livros à mão, ir a bibliotecas e livrarias, conversar sobre os livros de que gostamos de ler, ler muito e com prazer…

Como e por que aproveitar a quarentena para formar pequenos e jovens leitores

Inserida assim numa rotina leitora, a assinatura pode ser bem bacana e tem vantagens para a formação leitora que são só desse tipo de clube.

Vantagens

Listamos algumas:

  • Ajuda a trazer diversidade para o acervo e para o repertório dos pequenos, o que é essencial
  • Dá uma força para nós, adultos, na hora de selecionar bons livros
  • Cria o desejo pelo livro, pelo objeto, pela experiência. As crianças adoram saber que vão receber um presente todos os meses, há uma expectativa em torno da chegada das obras que é super positiva
  • Incentiva a leitura
  • Ajuda as famílias a formar uma biblioteca em casa. Nada melhor do que acesso livre e garantido para formar leitores.
  • Forma pais e mães leitores de livros infantis, pois, em geral, os clubes mandam materiais extras, dando dicas de leitura, chamando atenção para detalhes das obras que poderiam passar despercebidos, por exemplo

Passear em livrarias e bibliotecas — quando for possível — é uma boa maneira de formar leitores também! Imagem: O livro de Lívio, de Hefrna Bragadottir 

Como escolher o seu clube em 3 dicas

Se você acha que pode ser uma boa para sua família assinar um clube de livros, trouxemos três dicas que podem ajudar você afinar seu critérios de escolha.

1) De olho na curadoria

Pensando em todas as essas vantagens, uma das coisas mais bacanas e importantes num clube de assinatura é a curadoria, a escolha bem pensada que os especialistas vão fazer por nós e por nossos filhos.

Uma baita responsabilidade, né? Por isso, vale a pena analisar na hora de decidir assinar um clube — e qual (ou quais) deles assinar.

Como sugere Denise Guilherme, formadora de leitores, consultora literária e criadora de A Taba, vale pesquisar nas redes sociais que tipo de obras os clubes mandam, que critérios usam para fazer a curadoria e quem faz esse trabalho.

Uma boa olhada nos blogs e sites ajuda também a entender o perfil de cada clube, vantagens e desvantagens, se mandam ou não material de apoio para as famílias e o que cada um deles tem a ver com a sua família…

///

2) Diversidade

“Para os pais que estão começando a formar a biblioteca dos pequenos, o clube é uma boa opção, porque consegue ajudar na diversidade de temas, formatos e autores dessa biblioteca”, avalia Layla Valle, do Clube de Assinaturas da Brinque-Book. Sim, nós também temos o nosso! 😉

Todos os especialistas que conversaram com o Blog da Brinque sobre o tema mencionam a importância da diversidade no acervo das crianças.

Vale observar, nas palavras da Daisy, do A cigarra e a formiga, se o clube oferece livros com “narrativas diversas, [e diversidade de] formatos, autores, autoras, protagonistas, estilos de ilustração. É preciso ficar atento a isso, se não não faz sentido”.

///

3) Comunidade

Mais do que mandar livros para casa uma vez por mês — o que, vamos combinar, já não seria pouca coisa –, os clubes formam uma comunidade de leitores, que compartilha daquelas escolhas literárias, daquela visão de arte e infância.

Muitas deles têm canais de informação, formação e troca nas redes sociais, promovem cursos e lives, mantém blogs com dicas e informações.

E isso é super importante, porque esse material extra ajuda os pais a se formarem leitores de livros infantis, dá dicas importantes, focaliza informações que podem ser o diferencial na formação leitora aí na sua casa, enfim, complementa e aprofunda a experiência leitora.

Além disso, essa comunidade pode te dar pistas de como funciona a curadoria desse clube e se ele combina com vocês.

 

Onde achar mais informações sobre clubes

Quer alguns exemplos de clubes que você pode pesquisar nas redes?

A Taba

A Taba tem redes sociais e blog bem atualizados, sempre com temas atuais, profundidade e convite a ver a literatura como fonte de prazer, sentir e pensar.

Promove cursos e encontros em seus canais e envia materiais de apoio junto com os livros.

A curadoria é feita por especialistas e pela própria Denise, que atua com formação leitora há mais de 20 anos. E dá para acompanhar os títulos enviados, que o clube sempre divulga, muitos deles premiados.

Quindim

Mesmo caso do Quindim, que tem um time de especialistas e escritores na curadoria — como Ana Maria Machado e Marina Colasanti.

Criado pelos especialistas Vôlnei Canônica e Renata Nakano, também manda materiais de apoio para leitura focado nos mediadores adultos, com boas dicas sobre a obra.

Nas redes, tem um blog atualizado e tem feito muitos bate-papos com especialistas, como por exemplo os que acontecem agora em seu Festival Literário.

Também divulgam os títulos que enviaram aos leitores, o que é bacana para saber se as obras selecionadas têm a ver com o perfil da sua família.

Leiturinha

O Leiturinha, o maior clube do Brasil em quantidade de assinantes, mantém instagram ativo e um blog com dicas de leitura e informações.

Os livros selecionados geralmente aparecem também, o que vai te ajudar a conhecer o perfil de curadoria do clube, feita também por especialistas.

O clube mantém um aplicativo, onde dá aos pais e mediadores dicas de leitura sobre o livro do mês, além do material que mando com as obras (a depender do plano).

Clube de Assinaturas Brinque-Book

“A curadoria é feita por uma equipe especializada em literatura infantil, porém com formações diferentes, para que possamos trazer diversidade para a seleção dos títulos enviados”, explica Layla Valle.

São dois livros enviados por mês, de acordo com a idade e a habilidade leitora do seu filho.

Dá para conhecer as obras do catálogo da editora nas redes, sempre atualizadas, e aqui mesmo, no nosso blog! 😉

Legal lembrar que nosso clube teve uma boa avaliação no post da jornalista Bia Reis, do Estadão, que já citamos no começo desse texto.

Outros clubes

Há pelo menos nove clubes de assinatura no Brasil.

A gente recomenda — de novo 😉 — o post da Bia se quiser saber mais sobre os clubes que citamos por aqui ou conhecer outras opções: vá por aqui!

///

E você? Já assina um clube de livros? Já pensou em assinar? O que acha dele?

 


Sem comentários no momento

Grupo Brinque-Book
Rua Mourato Coelho, 1215 - Vila Madalena
São Paulo - CEP 05417-012 - SP