Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Blog
 
 

BLOG

Nova aventura da família Bandeira-Pirata se inspira no flautista de Hamelin

12/05/2020

Era uma madrugada de nevoeiro quando um navio se aproximou, sorrateiro, da cidade de Mar-Nublado.

Quem conhece as aventuras dos Bandeira-Pirata já sabe que por lá moram Matilda e seus pais, velhos amigos dessa família de desbravadores dos mares.

A turma pirata e a amiga Matilda embarcam em mais uma aventura, dessa vez em terra firme e inspirada em um conto clássico! Imagem: Os Bandeira-Pirata e o flautista bucaneiro, de Johnny Duddle

Pois, misteriosamente, a cidade acorda acuada por ratos que, aos milhares, invadiram tudo: da casa com vista para o mar à sede da Prefeitura. O que pode estar acontecendo?

O leitor atento já saberá, a essa altura, que a invasão dos roedores é um plano do capitão Horácio Rattus, o flautista bucaneiro, encantador de roedores!

Assim começa a nova aventura dessa turma espertíssima: Os Bandeira-Pirata e o Flautista Bucaneiro.

Mas será que tudo vai correr como planejou o capitão Rattus? Ou a menina Matilda e seus amigos Jim Junior, Pepita e o restante dos Bandeira-Pirata terão de entrar em ação?

>>LEIA UM TRECHO DO LIVRO<<

Releitura de um clássico

Esse quarto livro da série juvenil (que conta as aventuras dos Bandeira-Pirata e de sua amiga Matilda) é uma releitura piarata! — e que jovem leitor não curte esse universo? — de O flautista de Hamelin.

Novas versões são sempre boas oportunidades de apresentar um clássico ao jovem leitor. Aqui não é diferente.

Um flautista de Hamelin pirata? Sim, por favor! Imagem: Os Bandeira-Pirata e o flautista bucaneiro, de Johnny Duddle

Irmãos Grimm

Na história clássica, colhida da tradição oral pelos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm, a cidade alemã de Hamelin é invadida por ratos. Eis que aparece um jovem flautista capaz de encantar os roedores e levá-los para longe.

—“

Clássico não é um livro antigo e fora de moda. É livro eterno que não sai de moda.

“—

Ana Maria Machado em: Como e por que ler os clássicos universais desde cedo

Mas nada sai de graça. E ele cobra caro da cidade por seus favores.

A flauta do bucaneiro x a rabeca da pirata

Já nesta divertida releitura de Johnny Duddle, o flautista encontra opositores à altura: Matilda, sua gata e seus velhos amigos, a família Bandeira-Pirata — com os filhos Pepita e Jim Junior à frente.

O que será que os Bandeira-Pirata terão de fazer para livrar a cidade de Matilda do flautista bucaneiro? Imagem: Os Bandeira-Pirata e o flautista bucaneiro, de Johnny Duddle

Pepita e Matilda comandam a ação — e a rabeca que Pepita mal toca vira sua principal arma contra a flauta do capitão Rattus.

Assim como nas outras três aventuras da turma, são as crianças que salvam o dia. E essa é mais uma das razões pelas quais o jovem leitor se encanta por essa série.

Imagem e texto

As ilustrações, também de Duddle, são ao estilo das HQs, o que também “conversa” muito bem com essa faixa etária.

E, claro, as aventuras eletrizantes — e aqueles suspenses comuns às histórias de pirataria — fazem desta uma daquelas histórias que a gente não consegue parar de ler.

O texto de Duddle é fluido, cheio de humor e com doses bem equilibradas de ação.

Matilda: é dela o plano que salva Mar-Nublado, com ajuda da amiga Pepita Bandeira-Pirata. Imagem: Os Bandeira-Pirata e o flautista bucaneiro, de Johnny Duddle

Para ler com os mais velhos

É verdade que, por mais que a gente crie um ambiente leitor para nossos filhos, conforme crescem eles às vezes podem se desinteressar pela literatura.

Os especialistas, no entanto, dizem que não há com o que se preocupar. É normal que isso aconteça.

—“

Jovens são leitores com uma relação de maior engajamento com livros e personagens

“—

Alexandre Boide, tradutor da série Bandeira-Pirata, neste post especial

 

Faça parte da comunidade leitora do seu filho. Imagem: Os Bandeira-Pirata e o flautista bucaneiro, de Johnny Duddle

E há formas de se manter o jovem leitor interessado. Nest post, damos cinco dicas muito especiais, inspiradas no novo livro dos Bandeira-Pirata. Venha por aqui!

Trouxemos uma das dessas dicas para cá:

Leia junto

Quando as crianças crescem um pouco e passam a ler autonomamente, em geral, a gente para de ler para ou com elas. Mas a leitura compartilhada não é só sobre ajudar os pequenos que ainda não sabem ler.

É sobre tempo junto, afeto, compartilhar um momento subjetivo em que estamos todos bem presentes, celulares desligados, sem distração.

Enquanto seus jovens leitores toparem, continue lendo para eles — ou pelo menos com eles!

Outras dicas? Aqui!

Material de apoio

Se você precisa de ideias para trabalhar esse livro com seus alunos  — ou mesmo com seus filhos –, o material de apoio produzido pela equipe editorial da Brinque-Book explora diversos pontos interessantes da obra.

Para baixar, vá por aqui.

Piratas premiados

Johnny Duddle nasceu e vive no País de Gales, no Reino Unido. Estudou ilustração e, além de ilustrar livros de sucesso, é professor de animação e cria ilustrações para jogos de computador.

Em 2012, Duddle foi premiado por seu livro Vizinhos Piratas, publicado no Brasil pela Escarlate, do Grupo Brinque-Book.

É nessa obra que surgem, pela primeira vez, os personagens da família Bandeira-Pirata, que dariam origem à esta série de aventuras.

///

Os Bandeira-Pirata e o flautista bucaneiro

Autor / Ilustrador: Jonny Duddle
Tradutor: Alexandre Boide
Temas: Piratas / Clássico recontado / Aventura / Astúcia / Amizade
Faixa Etária: A partir de 8 anos
R$ 44,60
Ah, esse livro também está na promoção do desconto progressivo, com até 50% off!

///

E você? Compartilhe sua experiência de leitura de livros de aventura com seus mais velhos!

 

 


Sem comentários no momento

Grupo Brinque-Book
Rua Mourato Coelho, 1215 - Vila Madalena
São Paulo - CEP 05417-012 - SP