Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Blog
 
 

BLOG

Reaproveitar os materiais para uma volta às aulas sustentável e mais em conta

21/01/2020

A lista de materiais escolares já chegou por aí? Em geral, essa é uma das despesas que mais pesam no começo do ano — embora a gente ame aquele cheiro de livro novo! 😉

Mas olha só, que bacana: é possível economizar um pouco nessa compra usando uma pitada de criatividade, mãozinhas e uma forcinha de amigos e das redes sociais.

Sustentabilidade e gastos conscientes

Com ações simples é possível reduzir a lista de itens a serem comprados para começar o ano letivo.

Essas ações ainda vão ajudar as crianças a aprenderem sobre  reaproveitamento, sustentabilidade e consumo responsável na prática.

Organizando tudo

Além disso, outro efeito colateral positivo é que, para colocar as dicas que você conhecerá abaixo em prática, vamos precisar, antes de mais nada, organizar o material do ano passado.

Quer melhor oportunidade para as crianças exercitarem essa habilidade?

Volta às aulas mais barata e sustentável em 5 passos

Mãos à obra?

1) Reorganize o material do ano passado

Com ajuda das crianças, é hora de resgatar todo o material do ano passado, mesmo livros e cadernos que já tinha sido arquivados em algum lugar do maleiro.

Pegue tudo, junte com lápis, canetas, colas, canetinhas, estojos e mochilas. Espalhe em cima da cama, de modo que seja possível de fato visualizar todo o material, os acessórios, livros, cadernos.

É preciso avaliar as condições: a caneta ainda tem tinta? Os lápis estão bons, basta apontar? Quanto sobrou de folhas em branco em cada caderno?

A mochila está boa? E o estojo?

///

2) Reaproveitando acessórios

Separe os acessórios do que é material. Ou seja: mochilas e estojos de um lado, livros, cadernos, lápis e companhia de outro.

Se a mochila ainda estiver em condições, uma boa limpeza pode fazer ficar como nova!

Ah, mas as crianças querem uma diferente?

Sem problemas: é possível customizar a mochila com tinta de tecido, tecido adesivo, apliques termocolantes, bordados, tingimento com anilina…

Ha muitas referências em sites e mídias sociais, como Pinterest, YouTube e Elo7.

As crianças podem e devem ajudar. Se não for possível reaproveitar, uma dica é disponibilizar em sites de venda e revenda, como Mercado Livre.

Lá também é possível comprar de segunda-mão.

O mesmo processo de reaproveitamento ou revenda / compra de segunda-mão vale para estojos, especialmente os de tecido.

///

3) Reaproveitando materiais

Agora é a vez de olhar com calma para lápis, caneta, borrachas, apontadores, lapiseiras…

E a ordem é reaproveitar tudo o que der. Aponte todos os lápis, teste as canetas, limpe o apontador.

Para a borracha, pode-se pegar uma outra, menor, e “apagar” a maior, limpando-a.

Se a cola estiver um pouco endurecida, mas numa quantidade boa, é possível adicionar uma colher de chá de água morna e misturar até a consistência desejada.

O que não estiver em condições de ir  para a escola, fica para uso doméstico, evitando novos gastos.

Só depois de juntar tudo e ver o que se aproveita, é que você deve sair para as compras do material que falta.

///

4) Troca de livros

Livros usados podem ser doados ou trocados. Já pensou em propor à escola de seus filhos — ou mesmo informalmente aos pais, no grupo de WhatsApp — organizarem uma feira de troca?

A ideia é juntar famílias com filhos em várias séries, trazendo seus livros usados em boas condições: o resto é simples: você deixa os livros usados dos seus filhos e troca com os usados que sirvam para sua família.

Duas dicas importantes: verifique com a escola se houve alguma alteração de edição ou atualização que impeça o uso dos livros do ano anterior — tanto os de seus filhos quanto os de outras crianças.

Também dê uma boa olhada nas condições do material: se não tem folha rasgada, se as crianças anotaram no livro… Se for preciso, apague respostas e anotações antes de doar.

///

5) O que fazer com os cadernos?

O mais desafiador são os cadernos: como reaproveitar esse material?

Bom, se você não for do tipo super crafiteira, a dica é destacar as páginas em branco, apará-las com a tesoura na lateral, para que fiquem iguais e sem rebarbas.

Esse passo é ainda mais importante no caso de cadernos espiral, que deixam aqueles monte de furinhos de um lado da folha.

Junte todas as folhas, prenda-as com um grampo de papel e passe cola branca na lateral ou na parte superior, para fazer um bloquinho.

Você também pode cortar as folhas ao meio antes de passar cola na lateral ou no topo para fazer dois blocos — menores — ao invés de um A4.

Já se você se aventurar mais no mundo do artesanato, há vários perfis que ensinam a fazer cadernos! Sim, é possível criar um caderno novinho a partir das folhas de outro já usado.

Nós demos uma Googlada  e descobrimos diversos perfis no YouTube que ensinam os segredos.

Selecionamos dois para compartilhar aqui:

///

E você? O que faz para reutilizar material? Conte para a gente nos comentários.

 

 

 


Sem comentários no momento

Grupo Brinque-Book
Rua Mourato Coelho, 1215 - Vila Madalena
São Paulo - CEP 05417-012 - SP