Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Blog
 
 

BLOG

5 dicas de… bibliotecas públicas incríveis para curtir com as crianças

18/12/2017

Biblioteca Mario de Andrade, a segunda maior do País / Foto: Natalie Catuogno Consani

Levar as crianças periodicamente a bibliotecas públicas é essencial para formar leitores -e para ajudá-los a descobrir o prazer de ler, de “garimpar” um livro, de compartilhar a leitura, de descobrir novos títulos e (re) descobrir títulos antigos. Frequentar bibliotecas garante acesso a quantidade e variedade de acervos impossível de se manter em casa, além  de contato com temas, culturas, pessoas, pontos de vista e diversidade que só existem em espaços públicos.

“O mercado editorial infantil no Brasil tem em torno de 7 mil lançamentos por ano. Frequentar uma biblioteca é a melhor forma de manter-se atualizado, e a cidade de São Paulo nesta medida é bastante privilegiada: são mais de 50 bibliotecas municipais e ainda existem os pontos e bosques de leitura, além dos ônibus-biblioteca, disponíveis para qualquer cidadão”, diz Marisa Camargo, 48 anos, mãe de um pequeno leitor de 7 e uma das editoras do Amor Livros, um site que mantém com a família para resenhar literatura infantil.

O hábito de ir a bibliotecas é muito interessante também para que a leitura não seja sempre mediada por relações de consumo: não se trata de comprar livros, mas de ler, fruir, trocar, tocar.

“Acredito muito no que é público, precisamos ocupar esses espaços para haver cada vez mais deles”, diz Carolina Borges, mãe de duas meninas, uma de 5 anos e outra de 2, que vai com frequência a bibliotecas públicas. Como escolher então uma biblioteca bacana para começar -ou diversificar- a rotina de uso desse tipo de espaços? Pois o Blogue da Brinque levantou mais de uma dezena de opções e começa, neste post, a indicar cinco delas. Vamos lá?

1) Biblioteca Mario de Andrade: uma das mais tradicionais bibliotecas da cidade, é a maior de São Paulo e a segunda maior do país. Projetada pelo arquiteto francês Jacques Pilon na década de 40, seu prédio é um marco na arquitetura modernista paulista e foi reformado e ampliado em 2012. Localizada no centro de São Paulo, a “Mario” tem uma intensa programação cultural, entre teatro, shows e clubes de leitura para debater obras.  Com o acervo circulante de mais de 53 mil volumes, é possível emprestar até 4 livros por vez. Para usuários individuais, o empréstimo dura e pode ser renovado uma vez. A visita com os pequenos vale a pena não apenas pelo acervo ou pelo prédio, mas também porque a biblioteca ocupa uma praça agradável na esquina das ruas Xavier de Toledo e São Luiz e fica ao lado de outros marcos arquitetônicos e culturais de São Paulo, como o Theatro Municipal, o Viaduto do Chá e o Pátio do Colégio.

Onde: Avenida São Luiz, 235, Centro, São Paulo.
Quando: o horário de funcionamento varia de acordo com seção ou prédio a ser visitado e pode ser consultado aqui. A programação detalhada está aqui.

2) Biblioteca Parque Villa-Lobos: no coração de um dos principais parques da cidade, a Biblioteca Parque Villa-Lobos é jovem: conta três anos recém-completados. Ocupando uma área de quatro mil metros quadrados, o acervo de mais de 24 mil livros está bem distribuído em três pavimentos amplos, nos quais é possível se perder, com calma e tranquilidade, entre prateleiras, mesas, sofás. Há instalações ao longo do espaço em que é possível sentar, ficar, ler, pesquisar livros. O acervo é bem organizado, e há destaque para livros premiados, que são facilmente encontrados pelo usuário. HQs, DVDs e CDs também integram a coleção, que pode ser emprestada com a carteirinha. Na biblioteca, é possível acessar internet e computadores, e um simpático café de frente para o parque completa o cenário convidativo à leitura. Sua localização privilegiada permite que os pequenos brinquem ao ar livre antes ou depois de brincar com os livros.

Onde: Avenida Queiroz Filho, 1205, Alto de Pinheiros, São Paulo. 11 3024-2500.
Quando: de terças a domingos e feriados, das 9h30 às 18h30.

(“Em casa” / Texto: Heinz Janisch; Ilustrações: Helga Bansch)

3) Biblioteca Paulo Duarte: Indicada por Carolina Borges, mãe de duas meninas e frequentadora assídua, a Paulo Duarte é uma biblioteca temática, especializada em cultura afro-brasileira. Carolina explica que o acervo é bem cuidado e variado e que os livros que contemplam o tema afro ficam separados dos demais. “Não sei ainda se isso é uma vantagem ou não, mas tendo a achar que essa separação dá mais destaque a esse acervo, chama a atenção”, diz ela, que enumera as razões pelas quais recomenda uma visita ao local: o espaço é acolhedor para crianças pequenas; ela conta que consegue ir com a filha bebê e a maior sem problemas ou reclamações pelo “barulho”da menor. Envidraçada, a biblioteca tem uma estética propícia para sentar, ler para os pequenos, aproveitar sem pressa. O acervo variado e bem cuidado e o atendimento carinhoso da equipe fecham a lista de Carolina. Com 57 mil exemplares no acervo, sendo 2 mil deles ligados à cultura afro, a biblioteca empresa a maioria de suas obras a usuários cadastrados.

Onde: rua Arsênio Tavolieri, 45, Jabaquara, São Paulo. 11 5011-7445.
Quando: de segunda a sexta das 10h às 19h; sábado das 9h às 16h e domingo das 9h às 13h.

4) Biblioteca Monteiro Lobato: Essa biblioteca entrou na lista por indicação de Marisa Camargo, mãe do Felipe e apaixonada por literatura infantil. “Heavy user” do local, como ela diz, Marisa ressalta que, por ser uma biblioteca especializada em crianças localizada numa praça, o equipamento acaba sendo uma ótima opção de lazer com os pequenos leitores. A programação é extensa: tem show, contação, teatro, sarau, exposição… O acervo tem nada desprezíveis 90 mil livros, a maioria disponível para empréstimos. Localização de um dos mais importantes acervos de literatura infantil e juvenil do País, a Monteiro Lobato é responsável, desde 1941, pela publicação da Bibliografia Brasileira de Literatura Infantil e Juvenil.

Onde: rua General Jardim, 485, Vila Buarque, São Paulo. 11 3256-4438.
Quando: de segunda a sexta, das 8h às 18h; sábado das 10h às 17h; domingo das 10h às 14h (somente Sala Infantil e exposição “Eu, Lobato”).

(“Pedro e Tina” / Texto e ilustrações: Stephen Michael King)

5) Espaço de Leitura Parque Água Branca: Aqui não é possível fazer empréstimo de livros, mas o acervo de dois mil exemplares ocupa uma área nobre em um dos parques mais bacanas de São Paulo para visitar com os pequenos. Distribuídas por tema em cinco construções independentes, as obras podem ser lidas tanto nos quiosques que as abrigam quanto na praça entre eles, que dispõe de simpáticas mesinhas, um convite à leitura ao ar livre, bem na vibe do parque, onde galinhas, patos, pintinhos, galos e outras aves passeiam livremente nas alamedas, por entre árvores e crianças. Além dos livros, o Espaço de Leitura sempre tem programação artística nos finais de semana para os pequenos leitores: contação, shows, teatro e brincadeiras com a literatura por tema. Bem escolhido e bem cuidado, o acervo é diversão garantida para a família leitora. Não à toa, o Espaço de Leitura ganhou por duas vezes o selo de melhor passeio do Guia da Folha.

Onde: rua Ministro Godói, 180, Perdizes, São Paulo. 11 2588-5811.
Quando: de terça a domingo, das 9h às 18h.

Se você tem alguma indicação bacana de biblioteca pública para compartilhar com outros leitores no Blog da Brinque, fique à vontade: deixe sua dica e e-mail na caixa de comentários, por favor. Vamos adorar incluir sua sugestão em outros posts como esse.

Datas e horários de funcionamento devem ser confirmados, pois sempre sujeitos à mudança.


Sem comentários no momento

Grupo Brinque-Book
Rua Mourato Coelho, 1215 - Vila Madalena
São Paulo - CEP 05417-012 - SP