Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Blog
 
 

BLOG

Livros informativos imperdíveis para responder e estimular os porquês!

14/08/2020

Na edição de agosto de 2020, a Crescer fez uma reportagem super bacana sobre a relação das crianças com os livros informativos. Diz a matéria que, segundo um estudo publicado em uma revista científica, a Frontiers in Psychology, os pequenos preferem as obras que explicam o funcionamento das coisas e respondem a perguntas.

De onde eu vim? Por que o sol é amarelo? Do que são feitas as nuvens? Por que chove? Por que a água molha? 😉 Imagem: Como eu cheguei aqui?, de Phillip Bunting

Levanta a mão quem tem um pequeno explorador curioso em casa, que passa o dia fuçando, testando e querendo descobrir os porquês _o/

Seleção de informativos incríveis

Nessa mesma reportagem, a revista faz uma breve seleção de obras informativas para seu pequeno leitor e, entre elas está Como eu cheguei aqui?, de Phillip Bunting, lançamento do começo do ano da Brinque-Book.

A obra é tão especial — divertida e cheia de informação — que já é a mais vendida na Amazon! E está com 30% de desconto por lá.

Inspirados por essa conversa (e também porque amamos os informativos para crianças, êta quanta maravilha dá pra fazer para esses leitores tão curiosos e interessados!), fizemos nosso própria seleção, que tem, claro, o livro do Phillip Bunting abrindo a lista:

1) Como eu cheguei aqui?

Autor e ilustrador: Philip Bunting
Tradutor: Gilda de Aquino
Temas: Teoria Big Bang / Origem do universo / Identidade / Evolução das espécies / Cidadania / Responsabilidade / Respeito às diferenças / Humor
Faixa Etária: A partir de 4 anos (leitura compartilhada) ou 6 anos (leitura independente)

Como eu cheguei aqui? Para responder a essa pergunta, o livro traça a sua história desde o Big Bang (teoria que explica a origem do universo) até o seu nascimento. A tarefa não é fácil, mas, com muita graça e simplicidade, nosso autor começa a apresentar a formação das estrelas, do sistema solar, do planeta Terra, dos primeiros seres vivos até chegar a você. No correr da leitura, o leitor, que também é personagem, descobre que todos os seres humanos têm a mesma origem. Assim, não há como negar o destino comum de todos nós, e a necessidade de atuarmos juntos para preservar a nossa espécie e o planeta que habitamos.

///

2) Estrelas e planetas

Autor: Pierre Winters
Ilustradora: Margot Senden
Tradutor: Arthur Diego van der Geest
Temas: Livro informativo / Enciclopédico / Astronomia / Sistema solar
Faixa Etária: A partir de 4 anos

Nesta coleção, diversos títulos, a maioria para crianças a partir de 4 anos, contam sobre vulcões, estrelas e planetas, o nosso corpo, as grandes invenções… Este aqui fala do universo, fonte de muita curiosidade, não é, não?

Com conteúdos trabalhados de forma divertida para facilitar a aprendizagem dos pequenos curiosos, algumas obras têm também abas internas com um grande mapa explicativo dos temas abordados em cada livro.

///

 

3) Era uma vez 20

Autora: Luciana Sandroni
Ilustradores: Guilherme Karsten e Natália Calamari
Temas: Biografia / Identidade / Criatividade / Infância / Cultura brasileira
Faixa Etária: A partir de 8 anos

Esse é para os maiorzinhos! Entre os biografados estão Antonieta de Barros, Bertha Lutz, Nise da Silveira, Maria Quitéria, Grande Otelo, Zumbi dos Palmares, Pixinguinha e Monteiro Lobato.

Os textos e a pesquisa são de Luciana Sandroni (da série Ludi), que conversou com a gente sobre a obra no ano passado. O projeto gráfico — importantíssimo para livros informativos, como lembra a especialista Ana Garralón — é da premiada Raquel Matsushita.

E as ilustrações estão assinadas por Natalia Calamari e Guilherme Karsten, ilustrador premiado internacionalmente — dois prêmios em 2019.

///

E você? Conte para a gente as curiosidades mais comuns por aí 😉


Comments ( 2 )

  • Só não gostei da proposta do primeiro livro, pois, não acredito nessas coisas.
    Não entendo porque é tão proibido a palavra Deus, nem que seja unicamente pra isso. Pra dizer que ele sim é o criador do universo.
    Não precisa falar de nenhuma religião. Agora, ensinar uma ilusão para as crianças… é lamentável.
    Mas ainda bem que ninguém é obrigado a nada. Nem a acreditar em Deus nem acreditar em big bang.

    • oi, Jaqueline, tudo bem? Obrigada pela leitura e pelo comentário! Os livros informativos, como esse, se baseiam nas informações e evidências científicas. E elas, nesse momento, apontam para o Big Bang. Mas sabe o que é mais bacana? O Big Bang não impede de acreditar em Deus e vice-versa! 😉 Abraços! Equipe Blog da Brinque

Grupo Brinque-Book
Rua Mourato Coelho, 1215 - Vila Madalena
São Paulo - CEP 05417-012 - SP